Friday, February 27, 2009

Soul Bar

Eu andava levíssima e alegreinha de vinho espanhol, flutuando pelas Ramblas e me sentindo incrivelmente bem por estar em Barcelona, em pleno sábado à noite, na zona mais movimentada da cidade. Eu queria conhecer as pessoas e dançar qualquer lugar que tocasse soul, ou jazz, ou whatever, e então fomos parar em um bar - adivinhem - chamado Soul Bar. Coisas que só acontecem em viagem. Estava escrito na filipeta que ali se ouviam os estilos que eu queria ouvir, e ainda Bossa Nova, e eu nem acreditei nisso. Mas depois que entramos, era verdade: tocaram lá umas músicas da Elis Regina, e alguma coisa do Jorge Ben.

Com Jorge Ben eu me levantei pra dançar, enquanto o bar inteiro ainda estava sentado. Era pouco mais de meia-noite, e o público ainda estava chegando, mas eu não estava muito preocupada. Era Barcelona, e era sábado à noite, e foi tudo o que eu precisava pra levantar e começar a sambar. Uma menina que estava com o namorado se levantou e sambou comigo, e eu perguntei no meu espanhol intragável como ela havia aprendido, e ela explicou: minha mãe é brasileira. Quando a música terminou, sorrimos uma pra outra e voltamos aos nossos lugares, sem a menor necessidade de fixar um papo frouxo em nome da simpatia.

Depois desse dia, tentamos em vão achar de novo o Soul Bar. Percorremos as ruas medievais, estreitas e muito iguais que formam o Bairro Gótico, mas parecia que a gente só andava no mesmo quarteirão, sem nunca chegar a lugar nenhum. E nada do bar aparecer. Parece que naquele dia se abriu um portal e de lá saiu o bar/boate, sumindo novamente com o nascer do sol do dia seguinte. Um bar bissexto, ou um bar-Harley, que só aparece de tempos em tempos pra fazer uma ruiva de farmácia feliz.

9 comments:

bastaestarvivo said...
This comment has been removed by a blog administrator.
bastaestarvivo said...
This comment has been removed by a blog administrator.
bastaestarvivo said...
This comment has been removed by a blog administrator.
bastaestarvivo said...

vc terminou o neuromancer? valeu a pena?
a série fundação, do asimov, é linda e deliciosa.
aquele do 'incrívelmte...'é tudo de bom mesmo ou vc mudou de idéia depois q decantou? i'd like to know.
ah. vc já foi no boteco vip q tem na conde de irajá? ou em algum outro? nem sei se tem outro. mas o daqui é muito delicioso.

bastaestarvivo said...

vc terminou o neuromancer? valeu a pena?
a série fundação, do asimov, é linda e deliciosa.
aquele do 'incrívelmte...'é tudo de bom mesmo ou vc mudou de idéia depois q decantou? i'd like to know.
ah. vc já foi no boteco vip q tem na conde de irajá? ou em algum outro? nem sei se tem outro. mas o daqui é muito delicioso.

Anonymous said...

bruna,
desculpa aí, esse negócio do comentário ficou repetindo até náo poder mais.
adelson

Roney Belhassof said...

Acho que achei o bar ;-)

Soul Club: http://www.soulclub.es/

Vim ver seu post mais recente depois de ler o do seu primeiro Rivotril para ver se curtia mesmo seu estilo e já vi que vou gostar mesmo de visitar seu blog: também tenho essa relação lúdica com as ruas e seus segredos.

Srta. L. said...

E agora... será que tudo realmente existiu? Rs. Coisas de viagem, vc disse.

bruna paixão said...

Roney, é esse bar mesmo! Quando vi o site, não acreditei que estava tão óbvio, na internet... Enfim, talvez não fosse pra ser encontrado de novo, sei lá.

Sra. L., o bar realmente existe, mas talvez não sejam tão reais as coisas que aconteceram nele... Jorge Ben tocando em Barcelona é meio incrível, né?