Monday, July 07, 2008

Viajar é preciso 2

Aqui vai uma lista dos lugares por onde passei nos últimos 3 anos:

1 - Canoa Quebrada, CE
Fiz uma matéria com uma escola de circo que se inspirava no Cirque de Soleil. Era uma ONG chamada Canoa Criança. Eu já gtinha estado em Canoa Quebrada, mas isso não diminuiu a vontade de passar pelo menos uma noite lá. Só que não deu, fazer o que. Ainda não fotografei a Lua e a Estrela que são símbolos da cidade, encrustradas nas falésias. Fica para minha terceira ida a Canoa, se um dia ela rolar.

2 - Genipabu, RN
Gravei com os dromedários do Dromedunas, uma empresa que faz passeios nas corcovas dos bichinhos. É claro que eu também dei meu passeio, devidamente fotografado. Mas antes de chegar nos dromedários, consegui fazer uma viagem com bugres no estilo "com emoção" pelas dunas. Dá um medinho, mas é bem legal.

3 - Cabedelo, PB
Uma das surpresas que tive na vida foi a Paraíba. Que lugar lindo! E olha que antes de conhecer eu nunca iria considerar a minha primeira opção de viagem. Gravei com a ONG Tartarugas Urbanas, peguei uma tartaruguinha na mão, fiquei vendo aqueles bichinhos correndo pro mar. Faltou conhecer o pôr-do-sol do Jacaré, e tantas outras milhões de praias.

4 - Itamaracá, PE
É um paraíso, e eu só passei por lá. Não fui no forte, nao mergulhei no mar. Estava um calor sinistro, e a gente tinha acabado de gravar com o Projeto Peixe-boi. Tínhamos que voltar pra Recife pra pegar um vôo em dierção à proxima cidade. Um dia.

5 - Praia do Francês, Maceió, AL
Fui duas vezes. A primeira foi em dia de semana, numa brechinha que tivemos entre uma matéria e outra. Foi maravilhoso: não tinha quase ninguém na praia, era tudo só pra gente. O Francês é uma praia fechada por um coral. As ondas quebram no coral e formam uma piscininha entre o coral e a areia.
Na segunda vez fui em um domingo. Péssima experiência, programa tipo Posto 9 de Ipanema ao meio dia, no carnaval. Tudo lotado, sem lugar pra sentar, gente por todos os lados.

Já me deu vontade de viajar de novo, só de lembrar desses lugares. E tem muita história pra contar ainda... Outro dia eu continuo. É que só de pensar em todos os lugares que ainda terei que lsitar, fico com uma preguiça. E ando muito preguiçosa para textos ultimamente.
Outro dia falo de outros lugares. Por hoje é só p-p-p-pessoal.

1 comment:

Massashi Hosono said...

Uma perna de ônibus para São Luiz do Maranhã (nosso caminho para os Lençois) custa 400 pratas. É foda.